Ilustrações de Filipe Abranches em Bolonha

As ilustrações que Filipe Abranches fez para o livro Alexandre Serpa Pinto. O Sonhador da África Perdida estão patentes na Exposição de Ilustração da Feira do Livro Infanto-Juvenil de Bolonha, que começou ontem e termina na quinta-feira. 

O artista, que tem trabalhado sobretudo em banda desenhada e em cinema de animação, foi um dos 77 ilustradores, oriundos de 25 países, seleccionados de entre mais de três mil candidatos pelo júri da exposição internacional - que se realiza desde 1967.

Todas as obras exibidas neste certame serão depois compiladas num anuário, que será publicado em italiano, inglês e japonês, e distribuído a várias editoras e livrarias especializadas em todo o mundo. Além disso, como sucede todos os anos, a exposição seguirá nos meses seguintes para vários países, nomeadamente Japão, China, Estados Unidos, Tailândia e Dinamarca. 

Desde 2012 que o Pato Lógico participa neste que é considerado o mais importante evento na área do mercado e negócio editorial dedicado à literatura e ilustração para a infância e juventude. No ano passado, as ilustrações de Marta Monteiro para o título Ana de Castro Osório. A Mulher Que Votou na Literatura, da mesma colecção, também foram seleccionadas e expostas em Bolonha. E, em 2014, o livro Mar, escrito por Ricardo Henriques e ilustrado por André Letria, recebeu uma menção honrosa no Prémio Bologna Ragazzi 2014 na categoria de Não Ficção, tendo o júri considerado que o design e a ilustração da obra são «o eco perfeito do tema marítimo»