André Letria nomeado para o Alma

André Letria, ilustrador, criador e editor do Pato Lógico, está nomeado para o ALMA, o maior prémio de literatura infanto-juvenil, criado pelo governo sueco, em honra da autora Astrid Lindgren, e que pretende reconhecer o trabalho de um autor, ilustrador ou organização na promoção da leitura e do livro infanto-juvenil.

A notícia da Lusa:

O ilustrador André Letria e a escritora Maria Teresa Maia Gonzalez estão nomeados para o prémio literário sueco Astrid Lindgren (ALMA) 2017, que distingue a literatura e ilustração para a infância e promotres de leitura, foi hoje anunciado.

A organização revelou hoje, na Feira do Livro de Frankfurt (Alemanha), a lista de nomeados para o prémio e dela fazem parte Maria Teresa Maia Gonzalez, nomeada pela segunda vez consecutiva, e André Letria, ilustrador e editor pela primeira vez nomeado.

O Prémio ALMA, criado em 2002 pelo governo da Suécia em honra da escritora Astrid Lindgren, tem um valor monetário de 570 mil euros e pretende reconhecer o trabalho de um autor, ilustrador ou organização na promoção da leitura e do livro infanto-juvenil.

O nome de André Letria foi proposto pela Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), sublinhando a premiada carreira de mais de duas décadas na ilustração.

A escolha "tem a ver com a qualidade pioneira, empenhada e sensível do seu trabalho". "No seu percurso há uma permanente pesquisa e depuração formais a favor da mensagem e da capacidade que é convocada no leitor para a construir", justifica a DGLAB na proposta enviada à organização.

Nascido em Lisboa, em 1973, André Letria já ilustrou dezenas de livros para crianças - e que são também para adultos -, tendo sido distinguido, por exemplo, com o Prémio Gulbenkian e o Prémio Nacional de Ilustração. É ainda fundador e editor da editora Pato Lógico.

José Saramago, José Jorge Letria, Alice Vieira, Chico Buarque e Ricardo Henriques são alguns dos autores com quem André Letria já trabalhou.

Maria Teresa Maia Gonzalez, nascida em Coimbra, em 1958, dedica-se à literatura para a infância desde finais dos anos 1980. "A lua de Joana", "Profissão: Adolescente" e a coleção "O Clube das Chaves", em parceria com Maria do Rosário Pedreira, são algumas das obras da autora.

Em anos anteriores, a DGLAB apresentou candidaturas das autoras Alice Vieira e Luísa Dacosta, dos projetos Palavras Andarilhas, Bibliomóvel de Proença-a-Nova, e Poka Pokani, de Margarida Botelho, a editora Planeta Tangerina e os autores António Torrado e António Mota.

O vencedor do prémio Astrid Lindgren Memorial Award será conhecido em abril, durante a Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha, em Itália.

Este ano o ALMA foi atribuído à escritora norte-americana Meg Rossoff.

 

Fotografia por ©DavidClifford