Ana de Castro Osório, a mulher que votou na literatura

Ano de publicação: 2015

Dimensões: 14 cm × 23,5 cm

ISBN: 978-972-27233-4-3

Páginas: 48

Preço: 11,00 €

Comprar

Nesta biografia, Carla Maia de Almeida fala de um tempo em que nenhuma mulher podia votar. Foi no início do século xx que Ana de Castro Osório se notabilizou como defensora dos direitos das mulheres, com a mesma coragem com que assumia a publicação de obras marcantes da literatura para crianças. Marta Monteiro ilustra este título da colecção Grandes Vidas Portuguesas.

É verdade que as mulheres conseguem fazer muitas e diferentes coisas ao mesmo tempo. Também é verdade que há cem anos, ninguém perdia tempo a fazer «gosto» no Facebook, nem a jogar horas com o telemóvel, nem a escolher entre 50 marcas diferentes de cereais para o pequeno-almoço. Ana de Castro Osório teve a sorte e a liberdade de poder usar o seu tempo para pensar, escrever e ser útil à sociedade. Afinal, era aquilo que mais gostava de fazer. Se tivesse vivido nos dias de hoje chamar-lhe-iam «supermulher»? Teria sido diagnosticada, ao princípio, como uma «criança hiperactiva»?

PNL — Plano Nacional de Leitura (apoio a projectos de História de Portugal para alunos do 3.º ao 6.º anos)

Grandes Vidas Portuguesas é uma colecção de biografias de personalidades que se destacaram em vários domínios da nossa história. É publicada em parceria pelo Pato Lógico e pela INCM.