Sou o Lince-Ibérico, o Felino Mais Ameaçado do Mundo

«Se olhares para mim, pareço um gato grande e selvagem. Sou muito admirado pela minha beleza. Há quem diga que sou o felino mais bonito do mundo. Não me vou pronunciar sobre isso. Mas posso garantir-te que sou o felino mais ameaçado do planeta e um dos carnívoros mais ameaçados da Europa. Atualmente, estou classificado como uma espécie em perigo.» 

Começa assim este livro publicado em Outubro de 2016 pela Imprensa Nacional - Casa da Moeda (INCM), com texto de Maria João Freitas, ilustrações de Nádia e Tiago Albuquerque, e design e direcção de arte do Pato Lógico. 
Dirigido especialmente ao público infanto-juvenil, Sou o Lince-Ibérico — O Felino Mais Ameaçado do Mundo é o segundo título de uma colecção dedicada a moedas comemorativas cujo objectivo é aproximar o público mais jovem à numismática através dos livros, que abordam temas relacionados com a História, a Geografia ou a Natureza.

Depois do título inaugural, Cara ou Coroa - Pequena História da Moeda (publicado em Outubro de 2016, com texto de Ricardo Henriques e ilustrações de Nicolau), seguiu-se uma obra que explora a problemática desta espécie ameaçada e que deu origem à emissão da primeira moeda da colecção, criada pelo escultor Luís Valadares. Além do valor pedagógico e científico do livro, há também uma finalidade solidária: a venda de cada exemplar e de cada moeda contribuirá para o Fundo para a Conservação da Natureza e da Biodiversidade, gerido pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) - em concreto, a INCM oferece ao Fundo 2,5 euros pela venda de cada moeda e 1 euro por cada exemplar vendido. 

O terceiro e mais recente livro da colecção, Princesas de Portugal, Rainhas da Europa, escrito por Luís Almeida Martins e ilustrado por Marta Monteiro, foi publicado em Julho de 2017 e conta a história de  quatro princesas portuguesas que desempenharam papéis importantes por via de casamentos com monarcas estrangeiros. Foram lançadas quatro moedas alusivas, cada uma, a Leonor de Portugal, Isabel de Portugal, Catarina de Bragança e Maria Bárbara de Bragança. 

Digno de nota é também o design desta colecção: todos os livros têm uma sobrecapa que se transforma em poster. Este aspecto foi, aliás, valorizado pelo júri da 21.ª edição do Prémio Nacional de Ilustração, que este ano atribuiu uma menção especial ao livro Sou o Lince-Ibérico, o Felino mais Ameaçado do Mundo. «Os ilustradores recuperam o uso do poster como tributo à adolescência, dando nova função à sobrecapa», assinalaram Susana Lopes Silva, da Escola Superior de Educação do Porto, Rita Pimenta, jornalista e autora do blogue Letra Pequena, e Vera Oliveira, técnica superior da Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, salientando ainda a importância do «investimento em obras de divulgação de cariz científico dirigidas aos mais jovens»

Também este ano, Nádia e Tiago Albuquerque venceram o Prémio de Melhor Ilustrador Português de Livro Infantil, atribuído pelo júri da 28.ª edição do festival Amadora BD.  

Todos estes livros contaram ainda com o apoio do Museu Casa da Moeda, do Museu do Dinheiro e do ICNF. 

 

PNL - Plano Nacional de Leitura (livro recomendado como leitura orientada na sala de aula para alunos do 7.º ano).