Fernão de Magalhães. O Homem que se Transformou em Planeta


Fernão de Magalhães é o português mais famoso de sempre. Com o seu nome foram batipzadas duas galáxias, uma nave que viajou até Vénus, uma cratera de Marte, um estreito, uma baía, um sistema de GPS, um computador, etc. Magalhães foi não só um grande navegador, mas também um homem de aventuras. Viveu na Índia e em África, lutou nas batalhas navais de Diu e de Cananor e foi ferido por duas vezes em combate. 
Incompatibilizado com o rei D. Manuel I de Portugal, que se recusou a fornecer-lhe navios para atingir as Ilhas das Especiarias (as Molucas do Norte), foi oferecer os seus serviços a Carlos V de Espanha. Comandou então a primeira expedição que daria a volta ao mundo. De caminho, descobriu a passagem do Atlântico para o Pacífico - depois chamada Estreito de Magalhães - e atravessou pela primeira vez o maior oceano do mundo em toda a sua largura. Contudo, não chegou a atingir o destino pretendido, pois morreu em combate nas Filipinas. Aliás, dos 237 tripulantes dos cinco navios da esquadra que partiram de Salúcar de Barrameda a 20 de setembro de 1519, apenas 18 regressaram a Sevilha, em julho de 1522. Mas sem ele, nunca a maior aventura marítima de todos os tempos teria sido levada a cabo.

Esta obra assinala o V Centenário da Primeira Viagem de Circum-Navegação (1519-1522), comandada pelo navegador português, que veio a comprovar  que a Terra é efectivamente esférica.

Fernão de Magalhães. O Homem que se Transformou em Planeta integra uma colecção dedicada a moedas comemorativas, publicada pela Imprensa Nacional e pelo Museu Casa da Moeda, que tem por objectivo aproximar o público infanto-juvenil da numismática, através de livros que abordam temas relacionados com a história, a geografia, a ciência e a natureza. 

 

OUTROS TÍTULOS DA COLECÇÃO:
Cara ou Coroa? Pequena História da Moeda, com texto de Ricardo Henriques e ilustrações de Nicolau;

Sou o Lince-ibérico. O Felino Mais Ameaçado do Mundo, com texto de Maria João Freitas e ilustrações de Tiago e Nádia Albuquerque;

Princesas de Portugal, Rainhas da Europa, com texto de Luís Almeida Martins e ilustrações de Marta Monteiro;

Rainha dos Ares. A Águia-Imperial-Ibérica, com texto de Carla Maia de Almeida e ilustrações de Susa Monteiro;

Caretos e Coretos. Tradições Populares em Portugal, com texto de Vera Marques Alves e ilustrações de Carolina Celas;

Eu Sou Lobo. O Rei da Floresta Portuguesa, com texto de Ricardo J. Henriques e ilustrações de Susana Diniz e Pedro Semeano;

Príncipe dos Mares. O Golfinho-comum, com texto de Pedro Goulão e ilustrações de Tiago Galo.